5.11.09

'não espere eu ir embora...


Tic Tac... Porque mesmo quando os relógios estão parados, o tempo continua a correr, e a vida segue seu curso! Algumas coisas demoram a se encaixar, seja no meu intimo ou seja no mundo externo... assim como as pessoas, elas demoram a achar alguma espécie de lugar por aqui. Travo uma luta diária com meu eu. Um que insiste em não ter nenhum tipo de fé ou algo parecido e um que acha que tudo pode melhorar algum dia, em algum momento. Mas não anda nada equilibrado por aqui, oscilo entre a entrega e a vontade de escapar o mais rápido possível. Oscilo! Nos dias que eu durmo demais, vejo a vida passar mais rápido (mesmo com a certeza da ilusão); nos dias que não consigo descansar, nem meu corpo nem minha alma, vejo os dias se repetirem. Continuo... por que os caminhos se dividem... Sei que parei tem algum tempo, construí uma cabana, tentando me livrar do sol e da chuva em vão. O caminho foi feito para ser seguido e não pra se parar em dado momento. Não se pode desistir, não se pode recuar. O medo existe, mas a coragem também nasce, só é preciso conservá-la. Tome suas decisões, faça o que acha certo e siga, mesmo olhando pra trás, siga...

Um comentário:

Ana Paula disse...

Parece que foi escrito para mim.
Bjos