9.6.09

Please, Close the Door!



‘Amanhecer em compania do sol
Pra ele aquecer meu coração
Anoitecer me confessando pra lua
E ela me fará brilhar’



Não sei dizer ao certo, o que é uma vida corrida, porque eu sempre tenho pressa... apresar da minha constante preguiça. Sim! Sou uma contradição ambulante. Como diria uma amiga, dessas de alma limpa e coração aberto: ‘Você consegue dizer e desdizer tudo em uma única frase’, algo mais ou menos assim! Deve passar a impressão de ‘estar perdida’, mas não é ou pode ser! Seria algo mais como, estado de espírito: perturbado, inconformado. Mas tudo se resolve, certo!? Têm certas horas que eu nem sei mais o que é certo ou errado. Só sei que algumas coisas são bem simples! - O que é seu é seu e o aquilo que não é seu, não pode ser exigido, porque não se tem direito sobre e seja lá o que venha acontecer, o máximo que poderá fazer é aquela velha cara feia, colocar Cazuza pra tocar, apagar a luz do seu quarto, encontrar nele um bom lugar e deixar a noite passar... Porque o mundo gira e as pessoas se encontram em outros estágios! E isso pode ser bom, quando se tem pretensões! E tenho dito...

Um comentário:

disse...

Cara Anaaaa, que insisto em dizer que não é azeda rs, gostei muito do seu texto e da visita... Beijos