23.4.09

O presente não devolve o troco do passado'


Eu deveria acordar cedo, quando eu durmo cedo. Deveria cumprir as promessas que me faço e tentar mudar as coisas que acho que não estão corretas, mas nem sempre mudar é fácil, necessita de esforço e eu ultimamente não sei onde raios, eu escondi o esforço e a coragem para ir atrás daquilo que se quer, já que as coisas não costumam cair nas nossas cabeças. Tem muita coisa errada parecendo certa, e pessoas acreditando nisso. Ou precisando acreditar nisso para se ter algum propósito, mesmo que este seja distorcido. Não vou mais falar de cansaço porque disso eu mesma já estou saturada, não vou mais falar de raivas e anseios, porque eu nem sinto mais nada. Antes eu era um móbile, agora sou igual aquelas estatuas de uma pracinha qualquer... tudo observa, mas fica inerte. Porque nunca vamos ser o que as pessoas querem que sejamos, nem tampouco, as pessoas serão aquilo que desejamos, então só nos resta aprender, relevar e na duvida, abstrair! E deixar a coisa fluir... e viver, e viver... E tenho dito!

Nenhum comentário: