30.1.09

o velho texto batido.


Já tentei tantas vezes mudar aquelas mesmas coisas, desviar os repetidos pensamentos, mudar as dores, enxergar mais cores. Mas meu eu não abriga tanta leveza... Estes dias fiquei brigando com minhas mãos para não escrever, com meu cérebro que insiste em pensar. Parece que estou deixando de crer e resolvi apenas deitar e dormir. Foliar páginas antigas e ver que pouca coisa mudou, enxergar que todos os seus desejos e dificuldades são os mesmos, e não se poder mudar por que não há escolhas e torcer para que o ainda finalize essa frase.
Crenças perdidas, algumas coisas resolvidas, outras aumentadas... Todas aquelas velhas coisas repetidas, escritas, que não serão esquecidas. Onde está o botão da mudança?! Porque eu já tardei em apertar.

Nenhum comentário: