21.10.08

' tudo outra vez...


Das coisas que mudam inteiramente ás que mudam sem saber que mudaram, das imperceptíveis, das notórias em demasia. Tudo no mundo não passa de uma variação de formas, jeitos, gestos, atitudes, pensamentos, algumas vezes, giram na velocidade que queremos, outras nos perdemos nesse giro e a única coisa que fica passível de ser feita, é a espera, ver até onde a vida vai rodar, observar e sobreviver às mudanças que não estávamos preparados para que viesse a ocorrer. Não adianta, algumas coisas sempre saem do nosso controle, seja você rico ou pobre; azul, branco, amarelo; alto ou baixo... Muitos erros nos levam a mentira, muitos acertos nos levam a não observância de que nem sempre as coisas são fáceis. Mas então, o que ser afinal? Melhor não ser? O que fazer? O que mudar? O que deixar permanecer? ...Existem muitas respostas não encontradas, muitas perguntas a serem feitas, muitas coisas a serem interpretadas, o único problema é que nunca enxergamos a coisa como deveríamos, tudo tem dois lado, isso é fato. E às vezes, a única coisa que se pode fazer é enxergar do jeito menos complicado. E tenho dito...

Nenhum comentário: