29.10.08

' tudo novo de novo '


O que me conforta ainda são todos aqueles livros espalhados, com todas aquelas estórias contadas, a espera de serem imaginadas. Porque aquela minha velha inquietação não me abandona mais. Não tenho mais vontade de fazer muita coisa e nem quero ter essa vontade. Pra ser sincera, queria que o tempo parasse, o mundo parasse, tudo ficasse inerte até eu me resolver. Eu no meio das minhas confusões, tendo que sobreviver a um mundo que muda a cada instante, fico um tempo fora de mim e em poucos segundos, já não consigo voltar pro mesmo lugar. Começo a crer que não é o mundo que deve parar e sim, o meu pensamento.

2 comentários:

Anônimo disse...

Não pare seu pensamento. O que seria de nós sem suas divagações ?

o mundo gira. a vida é uma montanha russa...então vamos aproveitar que um hr ela termina.


Xero xu.

Anônimo disse...

o caminho é este
tem pedra, tem sol
tem bandido, mocinho
tem você amando
tem você sozinho
é só escolher
ou vai, ou fica.

fui.


Xero meu de novo.
rs