28.9.08

' ainda tem um pouco de mim...


Tem muito de mim. Entre os discos variados, filmes misturados, livros espalhados, revistas, as anotações perdidas, no meu silêncio e falação constante, na lanterna como único foco de iluminação e os copos em todo canto, há muito de mim. Na porta feita de mural, nos pensamentos perdidos, nas músicas freqüentemente ouvidas, naqueles guardadas só para que eu não sinta falta algum dia, nas minhas costas escoradas na parede olhando pra um ponto fixo alinhando meus pensamentos, na minha bagunça... Têm muito de mim. No meu teto, na minha fortaleza, contemplando minha solidão, na escuridão... Tem muito de mim dentro de mim mesma. E quase nada a mostra. No atraso constante, nas chaves perdidas, nas fotos escondidas. Tem muito de mim na minha vida.

Nenhum comentário: