27.7.08

- não são as peças de um jogo de xadrez...


Qual a história que realmente vai contar quem você verdadeiramente foi, dentre todas aquelas que poderão ser lembradas tempo suficiente para tornar-te eterno ou por alguns momentos que passados, o tornarão apenas mais um entre tantos que aqui habitaram e não fazemos idéia de quem foram.
Essas mesmas lembranças o transformarão em vilão ou herói ou em nada disso? Somos humanos e essa humanidade é retratada em cada feição nossa e esquecida em cada ação mal realizada.
Quem é merecedor de uma segunda chance? Aquele que você diz merecer ou o que acha que merece? Quem faz essa escolha? Quem coordena?
Estamos cheios de padrões a seguir, achamos que temos vontade própria, mas elas são apenas vontades de outros que achamos que são nossas, assim como os pensamentos sobre qualquer coisa. Talvez o único pensamento realmente seu, seja o pensar sobre o nada. Ate que esse nada seja também traduzido e explicado.
Somos construídos, moldados. Alguém detém o poder, alguém é REI no jogo de xadrez que move a vida, os outros são PEÕES, feitos através de pensamentos, vontades, desejos alheios.
E mesmo que digam que no final, tanto rei quanto peões voltam à mesma caixa no fim do jogo. Não consigo aceitar o fato de não ser exatamente na mesma hora.

Nenhum comentário: