24.4.08

Banheiro - teca!


A criatividade é a chave desse mundo, nas minhas andanças por esse veiculo de comunicação tão amplo que é a Internet (andar sim, porque navegar, me lembrar mar. E mar me faz lembrar que eu não aprendi nadar, então para não correr risco, melhor andar mesmo). Deixemos essa parte pra outro post, continuando...



Uma empresa espanhola em sua expressão maior genialidade lançou o Papel Higiênico Literário. É, meus pequenos gênios... Ninguém irá mais precisar fazer uma biblioteca dentro do banheiro, caso tenha alguma disfunção nessa parte de seu organismo, o próprio papel já vem padronizado para a sua distração, aprofundamento do seu conhecimento e muita ‘CUL – TU– RA!’ (eu e essa mania de soletrar, juro que foi sem intenção alguma de fazer trocadilhos).



“O produto inclui trechos de literatura clássica, teatro, poesia e até textos da "Bíblia" e do budismo.” – de acordo com a matéria do site da Bol. "Usamos letras grandes com espaço entre as palavras para que seja uma leitura fácil e relaxante. Às vezes você não tem muito tempo no banheiro e tem a tentação de usar o papel e não ler. Mas se pensar que esse material vai ser desperdiçado para sempre...", comentou um dos idealizadores do feito em questão.



Confesso que achei a idéia interessante, imagine só, se deparar com citações de Shakespeare, Aristóteles, Confúcio, Einstein, Gandhi e outros mártires. Uma forma meio involuntária de adquirir conhecimento, mas conhecimento é sempre bem vindo. Independente da forma que entre em nosso corpo, desde que permaneça nele de alguma forma por algum tempo. Isso que importa. Seria o abandono definitivo do jornal? Qual a real utilidade do papel a partir de então? Es a questão! Ai aii, essa mania de confundir as funções! Esse é liralmente o cúmulo da informação... E tenho dito!

CLICK AQUI E VEJA A REPORTAGEM NA INTEGRA:

Um comentário:

Jéssika disse...

Vamos comprar papel higienico em livrarias e banca de revista..
Vou assinar a "CARAS" em papel higienico.. ui.. uehueheuhe