7.3.08

pessoas&pessoas!


Existem centenas de atitudes que meu eu repudia, desde aquelas praticadas pelo meu próprio ser, ate aquelas vistas em alheios. Ninguém é perfeito, aliás, sou da tese de que muitas vezes, os defeitos se sobre saem, só que a medida que nutrimos algum sentimento por aquela pessoa, é que vamos apaziguando a situação. Seria como enxergar nossos próprios defeitos e admiti-los, acima de qualquer “achismo”. Eu não gosto de má vontade, tudo que é feito através dela deixa vestígios maiores que a ação. Não gosto de sentir desprezo em palavras e muito menos de se ignorada. Mesmo que se faça de tudo para que eu não perceba, eu irei, porque é mais forte de que eu ler determinadas coisas atrás daquelas que são ditas ou feitas. É como se meu silêncio, fosse silêncio para calar as situações. Gosto de ajudar, mas não gosto que venham atrás de mim exclusivamente e quando precisam de determinada ajuda, isso deixa a sensação de uso. E geralmente a próxima atitude é descartar. Falo em primeira pessoa, mas é algo que vai além de mim, vai pra terceira do singular, ou melhor, pra terceira do plural! Porque isso é algo amplo, bem amplo por sinal, só que muitos não falam. Depender nunca foi meu forte, às vezes, é inevitável por tempos, mas não é eterno. Por isso que sou adepta daquele lema: minha atitude depende da sua! E não me venha com tipos bem definidos, a máscara cai... Todo carnaval tem seu fim! Ajude se tiver vontade. Faça se quiser fazer. Não porque é mais legal, ou mais bonito, ou porque seria o certo. Honestidade e sinceridade são melhores do que uma atitude com segundas intenções.

Nenhum comentário: