14.2.08


Eu amo tudo o que foi, tudo o que já não é. A dor que já não me dói, a antiga e errônea fé. O ontem que a dor deixou, o que deixou alegria. Só porque foi, e voou... E hoje é já outro dia!

. Fernando Pessoa /

Nenhum comentário: