19.1.08

Quase isso...


A pergunta mais apropriada nunca será quem eu sou? E sim quem eu quero ser?! Porque somos tomados por uma onda de mudanças que ocorrem a cada milésimo de segundos no nosso pensamento. Quando tomamos a postura de seres pensantes, encaramos ou somos obrigados a passar metade da existência querendo descobrir quem somos. A outra metade a gente ta tentando descobrir o que vai ser. Não sei me definir, nem quero que terceiros saibam, impossível acontecer, às vezes, pode ser. Mas se souber, prefiro não saber. Detesto confirmar verdades sobre o meu eu, ainda mais quando ainda não sabia defini-las. Não tente me entender, eu não tenho explicação lógica nessa dimensão e não me venha com explicações daquilo que eu não quero ouvir. Tenho opiniões formadas sobre quase tudo, mas sou uma metamorfose, defendo os meus conceitos e ate morreria por eles. Sou um vácuo que vem sendo preenchido por todas as coisas que o mundo e as pessoas que se dizem sensatas ignoram. Sou a insensatez transformada em sensatez quando assim for preciso. Sou o que sou e reticências, pontos só são bem vindos, quando as situações já passaram da hora de se esvair. Sou quase isso ai...

Nenhum comentário: